sábado, 26 de junho de 2010

QUERO PAZ***********DIA DOS REIS NA GALERIA**********


QUERO PAZ***********DIA DOS REIS NA GALERIA**********


Se ninguém aperta o gatilho
Quem morre é a guerra caída na chão
Bang bang, guerra que nada
Não jogo granada na terra do irmão
Se ele fala outro idioma
A bandeira branca é universal
Se ele é preto, branco ou amarelo
Seu sangue é vermelho e o meu é igual
Quero paz
Violência não
Quero paz
É o que pede o meu coração
Como vou pra linha de frente
Se armado até os dentes não posso sorrir
Eu não vou fazer inimigos
Eu só tenho amigos, me deixem aqui
Eu não vou lavar roupa suja
Num tanque de guerra com bala e canhão
E esse barulhão não combina
Com a paz dos acordes do meu violão
Quero paz
Violência não
Quero paz
É o que pede o meu coração
Bang bang, bang não dá
Ratatatata também não
Quero paz aqui, quero lá
Vamos pôr a mão na consciência
A voz da inocência precisa falar
Ele deixou claro está escrito
Que o mundo é bonito se a gente se amar
Gente grande brinca com fogo
E joga esse jogo, se arrisca demais
Por isso eu sonho como criança
Não perco a esperança de um tempo de paz
Quero paz
Violência não
Quero paz
É o que pede o meu coração
Bang bang, bang não dá
Ratatatata também não
Quero paz aqui, quero lá
Quero Paz



Um comentário:

Daniel Costa disse...

Renata
íDeviamos todo cantar: Quero paz! Mas quase podamos cantar como certo artista português, que passou, efemeramente: "Toda a gente pede paz / mas ninguém a faz".
Beijos