segunda-feira, 5 de julho de 2010

JUNTO A TI*******************************



JUNTO A TI****************



Eu ia ver-te... Em céleres instantes

Voava léguas: em rápida corrida,

Saltava moitas, riachos murmurantes,

Sobre ardente cavalo, a toda brida.



Chegava: e os nossos corações amantes

Apressados batiam. Comovida,

Meiga e triste, a sorrir, mais linda que antes,

Me apertavas as mãos, agradecida...



Nada mais murmurávamos: um susto,

Um divino pavor as mãos me esfria,

Te baixa os olhos e te agita o busto.



Desce a noite, estrelando a imensidade...

E eu, de novo, mais tímido, partia

Carregado de sonho e de saudade!...



Humberto de Campos









3 comentários:

Daniel Costa disse...

Renata

Belíssimo poema de humberto de Campos. Belo o poema e magnifica a tua selecção.
Apreciei deveras.
Beijos
Daniel

Manuela disse...

Oi Renata, desculpa não visitá-la, ando tipo monge, fugida e escondida debaixo de uma capa, mas não esqueço os verdadeiros amigos.
Obrigado por gostar de mim também com defeitos e virtudes.
Vi o post anterior com o meu video, obrigado.
beijo grande.
Manuela

Machado de Carlos disse...

Cascata de Luz


O vento mistura os cabelos soltos...
Bebo a taça com uva e Baccardi;
Beijo a sua marca, e, você só sorri!
Estou vivendo o momento, absorto...

Muito sonhara apenas com um pouco...
No seu muito, somente estremeci!...
Desde o primeiro dia... Só enlouqueci!
Só sei que você é o meu conforto.

Você está na poesia e na prosa,
Viajo no seu corpo cor-de-rosa!...
Tomo do cálice do amor com rum.

O seu prazer final é o meu brinde!
Trato o seu coração com requinte!
Sem ele, meu amor: - vou a lugar algum!...

Machado de Carlos

Publicado no Recanto das Letras
Código do texto: T1425652