quinta-feira, 5 de agosto de 2010

FUTURO PALPITANTE************************************


FUTURO PALPITANTE
Nada pode durar para sempre nada é permanente
Gasto batido diferente inconsciente???
Não sei talvez?!?
Pensarei
Confie
Feche os olhos
Tenha fé
Permita-se
Salte e caiaaaaaaa
No futuro
Tão perto tão povoado
Aqui do lado
Sonho realidade
No horizonte
Campo de flores
Raios de sol
Inundam
Meus olhos
Chuva fina
Momentos mágicos
Momentos trágicos

Prestar
Atenção
À voz do
Coração
Que não se cala
Não se omite
Dá seu palpite
Sente Ressente
Atenção
Permissão
Preparar
Palpitar
Agoraaaaaaaaaaaa
Perdi
Razão
Lucidez
Abilolei
Ousei
Voar
Atentei
Ouvi
A voz do Coração
Que não calou
Falou
Gritou
Palpitou
Me permitiiiiiiiiii
Sentiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Ressentiiiiiiiiiiiiiii
Palpitei
Falei
Gritei
Opinei
No futuro
Pulei
Caí
Estou
E agora?
Consciente
Refaço

@ Renata Cordeiro


6 comentários:

Nanda Assis disse...

sempre lindo seu blog.
.
bjosss..

legalmente loira... disse...

maravilhoso...
saudades amiga...
bjos com carinho.....

Vivian disse...

...e viver
viver
viver
à duras penas
mas
VIVER!

bjbj, feiura!

legalmente loira... disse...

querida amiga, meu abraço carinho.
bjos....

Daniel Costa disse...

Renata

Gostei e sinseramente também palpitei enrkelinhas na fórmula.

Beijos

arjuna disse...

gosto deste teu poema, adquire significados variados conforme a incidência da luz... me lembra uma asseção de Saint-Ex, algo assim: o significado das coisas não está nelas, mas sim na nossa atitude relativamente a elas.

as vidas várias do poema.

o id arjuna é um jovem avatar do antigo giacomo, te recordas? renatinha?
beijos~~j