sexta-feira, 1 de outubro de 2010

PARA OS QUE CHEGAM




PARA OS QUE CHEGAM

Estar disponível sempre que possível
Dar sem nada em troca esperar
Não ser indiferente manter o coração sensível
Escolher sempre com amor
Opinar sem desrespeitar
Valorizar choro riso calma
Repartir o pão oferecer uma flor
Sempre renovar corpo alma   


Que mesmo com a pele esfolada

Achem o bálsamo para curá-la

Que resistam às tantas dores

Que um dia alcancem Samsara

Que em sua alma imaculada

Nasça um canteiro de flores

Que as suas opções raças cores

Sejam sempre abençoadas

Ainda que discriminadas


Que as suas singularidades
Pluralidades unidades

Sejam sim respeitadas
Que as suas criatividades

Sejam sim valorizadas
Se lhes interromperem a beleza

Que contra toda a adversidade

Tenham forças para enfrentar

Violência malícia brutalidade

Que se tornem fortalezas

Para que possam quebrar

Todas as cadeias urdidas

Pelas artimanhas aqui tecidas

@ Renata Cordeiro


2 comentários:

Vivian disse...

...eu só posso dizer amém
diante de tão linda oração!

e que as palavras não sejam
apena palavras, e sim
realidade.

meu beijo procê!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Que bom tê-la aqui, minha amiga!
Serão realidade, porque assim queremos, nós que nos re.conhemos, querida Vivi.
Beijos
Renata