segunda-feira, 15 de novembro de 2010

INQUEBRÁVEL




INQUEBRÁVEL

Westlife


Você pegou minha mão
Tocou meu coração
Segurou-me perto
Você sempre estava lá
Do meu lado
Dia e Noite
Através de tudo
Vem de qualquer forma

Levou algo numa onda de emoção
Fomos capturados nos olhos da tempestade
E sempre que você sorri eu posso acreditar que
você é minha
Acredite que você é minha


Esse amor é inquebrável
É inconfundível
E cada vez que eu olho em seus olhos
Sei por que
Esse amor é intacto
Um sentimento que meu coração não pode negar
Cada vez que eu olho em seus olhos, oh baby
Sei por que
Esse amor é inquebrável

Dividiu a gargalhada
Dividiu as Lágrimas
Nós dois Sabemos
Nós continuaremos aqui
Porque juntos
Nós somos fortes
Nos meus braços
Que é o lugar ao qual você pertence


Eu fui tocado pelas mãos de um anjo
Eu fui abençoado pelo poder do amor
E sempre que você sorri
Eu mal posso acreditar que você é minha

Esse amor é inquebrável
É inconfundível
E cada vez que eu olho em seus olhos
Sei por que
Esse amor é intacto
Um sentimento que meu coração não pode negar
Cada vez que você sussurra o meu nome, oh baby
Sei por que

Esse amor é inquebrável
Pelo fogo e pelas chamas
Quando tudo acabar
Nosso amor ainda permanecerá


Cada vez que eu olho em seus olhos, oh baby
Sei por que
Esse amor é inquebrável


6 comentários:

Jacarée disse...

Querida Ranata!

Sublime AMOR
Imprescindível na saciadade dos nossos pensamentos, sonhos...
Seja realidade ou ilusão
Vamos navegar na harmonia
Porque o amor é uma veolúpia inquestionavel.
Que nos envolve eternamente.
Boa semana.
Bjs

Emilia disse...

Obrigada pela sua visita e pela sua simpatia.
Foi bom voltar ao seu espaço e partilhar os escritos de amos.
Um bj

Átila Siqueira. disse...

Postagem muito interessante.

Parabéns.

Um grande abraço,
Átila Siqueira.

A Flor do Sul - Perah Hadarom disse...

Renata, mon amie! Ça fait longtemps que nous n'avons pas converser...

Aujourd'hui j'ai visité votre blog que je trouve votre blog personnel (car malheureusement il ne permet pas laissez des commentaires). C'est le "Doutzenmagritte". J'ai lu les dernières textes et j'ai pensée beaucoup...

Et, aujourd'hui matin, j'ai pensée beaucoup sur l'amour: Pourquoi tout le monde parle de l'amour? L'amour c'est vraiment une chose de nos vies, ou il va être seulement ce que nous aiment parler?... Et, voilà! J'ai lu ce texte ci-dessus, de Einstein:

"O ser humano vivencia a si mesmo, seus pensamentos como algo separado do resto do universo - numa espécie de ilusão de ótica de sua consciência. E essa ilusão é uma espécie de prisão que nos restringe a nossos desejos pessoais, conceitos e ao afeto por pessoas mais próximas. Nossa principal tarefa é a de nos livrarmos dessa prisão, ampliando o nosso círculo de compaixão, para que ele abranja todos os seres vivos e toda a natureza em sua beleza. Ninguém conseguirá alcançar completamente esse objetivo, mas lutar pela sua realização já é por si só parte de nossa liberação e o alicerce de nossa segurança interior"

J'ai sais, maintenant, que l'amour il est une chose nécessaire. Nécessaire, car il nous permet vivre ensemble, tous les êtres humains. Aimer c'est ne pas uniquement pour avoir quelqu'un avec nous les soirs et en écoutant nos paroles tendres. Aimer c'est donner ce que nous sommes, donner a tous les gens.

Merci pour vous exister. Je suis toujours content d'avoir connus ce que vous partagez avec nous.

Shabat shalom, chaverah sheli.
Bon samedi, mon amie.

A Flor do Sul - Perah Hadarom disse...

lafleurdusud.blogspot.com

Por toda minha Vida disse...

Uau...
Passando para te dar boa tarde, aqui em Olinda ainda bom dia.

Renata