segunda-feira, 31 de maio de 2010

VAMOS RECORDAR UMA MULHER LEGAL DEMAIS! A NEIDE! E ELA MERECE SER MUITO BEM RECORDADA* BOM DIA*


VAMOS RECORDAR UMA MULHER LEGAL DEMAIS! A NEIDE! PERDEU O SEU BLOG, MAS RECEBE OS COMENTÁRIOS POR MAIL. EU A VISITEI E RECEBI ESTE LINDO POEMA, QUE PARTILHO COM TODOS* E ELA MERECE SER MUITO BEM RECORDADA*

BOM DIA*


Trouxe o sol à poesia
mas como trazê-lo ao dia?

No papel mineral
qualquer geometria
fecunda a pura flora
que o pensamento cria.

Ora, no rosto que, grave
riso súbito abria,
no andar decidido
que os longes media,

na calma segurança
de quem tudo sabia,
no contacto das coisas
que apenas coisas via,

nova espécie de sol
eu, sem contar, descobria:
não a claridade imóvel
da praia ao meio-dia,

de aérea arquitetura
ou de pura poesia:
mas o oculto calor
que as coisas todas cria.


João Cabral de Melo Neto







domingo, 30 de maio de 2010

HOJE, VAMOS RECORDAR E AGRADECER O *IMENSO AMOR* QUE RECEBI DE TODOS OS AMIGOS, QUANDO O BLOG PRINCIPAL FOI..., AH UMA BOBAGEM. BEIJOS*

HOJE, VAMOS RECORDAR E AGRADECER O *IMENSO AMOR* QUE RECEBI DE TODOS OS AMIGOS, QUANDO O BLOG PRINCIPAL FOI..., AH UMA BOBAGEM.
BEIJOS E MUITO OBRIGADA*
 
 RECEBI A RESPOSTA, EXCELENTE* VENHAM ANDAR COMIGO****************

BONS DIAS*

IMENSO AMOR*

@ Machado de Carlos

Bebo do cálice do teu amor...
Em ti encontro o refúgio, amada lua.
Ignóbil eu sou, e, vejo-te toda nua...
E no sábado, vislumbro o teu amor.


Oferto-te um título com amor...
Nos minutos a ilusão flutua,
Teus pés audíveis enfeitam a rua,
Busco nos céus o nectário do amor.


No teu rosto há o eflúvio que perfuma,
Conto pétalas d´ouro, uma a uma...
Tua expressão soa como um hino!...


Tímido...beijo os teus cabelos, meu astro!
Tenho o teu cheiro... teu canto... teu rastro...
Eterno será teu corpo divino!...

Belas Mulheres







PARTILHO UM POEMA QUE FIZ AOS 19 ANOS, A PARTIR DE UM VERSO FLORBELA ESPANCA* BOM FINAL DE SEMANA*









PARTILHO COM TODOS UM POEMA QUE FIZ AOS 19 ANOS, A PARTIR DE UM VERSO DE FLORBELA ESPANCA* BOM FINAL DE SEMANA.

Mote: “QUE ME SAIBA PERDER... PRA ME ENCONTRAR”
(
Florbela Espanca
)
“What is this thing called love? What? Is this thing called love? What is this thing called love? Love.”
(
Cole Porter
)

® Renata Cordeiro 1982

Lágrimas verdes a transbordar
Mar, Amor, Amar.
Que me saiba perder... pra me encontrar.

Nau etérea a navegar,
Ar, Areia, Arejar.
Que me saiba perder... pra me encontrar.

No azul, sol a brilhar,
Lua, Lume, Luminar.
Que me saiba perder... pra me encontrar.

Busca incessante sem findar,
Remar, Remanso, Rematar.
Que me saiba perder... pra me encontrar.

Querer, querida, querelar,
Vencer, Vencida, Vacilar.
Que me saiba perder... pra me encontrar.

Mel da vida a lambuzar,
Seiva a Sede Saciar.
Que me saiba perder... pra me encontrar.

Pão bendito a fartar,
Suave Seara Semear.
Que me saiba perder... pra me encontrar.

Céu e mar no horizonte a se abraçar,
Em porto seguro ancorar.
Que me saiba perder... pra te encontrar.





quinta-feira, 27 de maio de 2010

HOJE, A PARTILHA É DE CORAGEM* BOM DIA*





HOJE, A PARTILHA É DE CORAGEM* BOM DIA*



Obrigada de re.novo, querido*

Mulher: - desafias o próprio norte;
Derramas, ao redor, tua energia,
Fazes da noite o teu próprio dia;
Circula nas tuas veias o plasma forte.

Dás muito de ti, e, desafias a morte;
Não ignoras teus momentos de agonia;
Defendes, rude, tua idiossincrasia,
Nem te entregas à própria sorte.

Curvo-me para ti, alma de gigante,
E sigo os teus passos itinerantes;
Deus conhece a boa filha que tu és!

Nasceste para conter o rumor,
Conheço bem o grau do teu amor;
Incontinenti beijo os teus pés!...



Machado de Carlos

Recanto das Letras Código do texto: T1084202




terça-feira, 25 de maio de 2010

HOJE PARTILHO COM TODOS COMO VIVO* BOM DIA PARA TODOS NÓS*



HOJE PARTILHO COM TODOS COMO VIVO*

BOM DIA PARA TODOS NÓS*


REFLEXO


@ by Renata M. P. Cordeiro


Voltado para o rio

Espelha meu reflexo

Há sol nos meus olhos

Orvalho nos meus cabelos

Sobre um leito transparente

De espumas e rochedos

Numa doce manhã

Para-além dos caminhos

Do perfume inebriante

E o delicado das flores

Selvagens qual doce mel

Uma corrente comum desencadeada

Passa pelo traço da minha imagem

Quantas folhas douradas,

Decorando os bosques

As grandes árvores mostram sua perfeita silhueta

Ao doce reflexo da imagem cujos contornos

Me libertam dos pensamentos

Vivi intensamente




segunda-feira, 24 de maio de 2010

ANJO DO AMOR, BY DANIEL COSTA***************************


ANJO DO AMOR

Ofertado a mim pelo Poeta Daniel Costa, o qual partilho com todos*

Boa Noite para Todos Nós*******



Amar a vida o mundo

Amar a mulher

Anjo do amor no fundo

Anjo que esvoaça na mente

Turvará a vista

No seu esvoaçar de repente

Dizem que os anjos não têm sexo

Pensar no amar

Pode parecer desconexo

Porém para amar o mundo

Não é necessário complexo

Bastará o amor profundo

Tendo angélico anexo

Quem amar o mundo

Saberá como amar uma só mulher

Paira o anjo do amor platónico

O modo de amar qualquer

Amar o semelhante

Amar outra mulher

Amar assim

Não será um amor qualquer

Há o mundo da avó da neta

Da mãe da mulher

Esvoaça o anjo do amor

Ali constrói o seu poiso terreal

Com todo o fervor

O mundo terreno preciso

O mundo do amor





HOJE RECORDAMOS O AMOR PELAS CRIANÇAS**************



HOJE RECORDAMOS O AMOR PELAS CRIANÇAS**************




OLHOS DE CRIANÇA

@ 1992 by Renata M. P. Cordeiro

Olhos de criança

Despertar toda manhã

Tempo foge? Idéia vã!

Onde mora a Esperança

De Vida Melhor, Sã

Futuro na Criança

Amor, Torta de Maçã






domingo, 23 de maio de 2010

HOJE É DIA DE *UM AMOR PARA RECORDAR* DO YOU BELIEVE?




HOJE É DIA DE *UM AMOR PARA RECORDAR*

DO YOU BELIEVE?

by Renata M. P. Cordeiro

Desperto
Do sono
No
Deserto
Do
Meu
Desengano
Desato
Os
Nós
Me
Liberto
Sigo
Por
Mar
Aberto




sábado, 22 de maio de 2010

VAMOS OFERECER FLORES A ESTE LINDÍSSIMO CASAL?








 VAMOS OFERECER FLORES A ESTE LINDÍSSIMO CASAL?

FLORES DO AMOR

@ by Renata M. P. Cordeiro 




Sai de cena o frio, entra a primavera.

O sol num riso límpido não tardou

a dar vida e colorido à esfera.

A terra é tatuada de luz e cor.



Na planície azul dos corações

uma nuvem branca se derrama

sobre os rubros botões das emoções,

cingindo de brilhos a densa rama.



Pássaros com asas de serenidade

galgam o mais alto da imensidade

e os desejos de amor vão se elevando.



Nos negros olhos da amplidão, subindo,

raios de luz que a terra vai vestindo,

e a flor do amor no peito fecundando.