domingo, 16 de fevereiro de 2014

AMO, AMAS, POEMA DE RUBÉN DARIO




AMO, AMAS



Amar, amar, amar, amar sempre, com todo 

o ser, a terra, o azul resplandecente,

com o claro do sol, com o escuro do lodo;

Amar com consciência e com desejo ardente.



E quando a tal montanha desta vida

nos for dura, alta, vasta e cheia de acidentes,

amar a imensidão pelo amor acendida

e queimar na fusão dos corações ferventes!



Rubén Dario (1867-1916)



Trad. de Renata Cordeiro