terça-feira, 12 de janeiro de 2016

ANTES QUE TERMINE O DIA




Diretor: Gil Jonger
Roteiro: Christina Welsh
Com: Jennifer Love Hewitt, Paul Nicholls, Lucy Davenport, Diana Hardcastle, Tom Wilkinson, Robert Ziegler
Música: Adrian Johnstone
Fotografia: Giles Nuttgens
Título Original: If Only
Ano: 2002

Ian (Paul Nicholls) e Samantha (Jennifer Love Hewitt) formam um casal feliz e cheio de planos para o futuro. Enquanto Samantha tenta demonstrar seu amor a todo momento, Ian procura voltar sua atenção para a carreira e os amigos. Após um dia em que tudo aconteceu, eles terminam o namoro. Porém, um acidente faz com que a vida deles mude de rumo. No dia seguinte, Ian percebe que acordou novamente no dia anterior, tendo a chance de refazer tudo o que já fizera, só que agora da forma correta. “Antes que termine o dia” joga com uma fantasia que todos já tiveram alguma vez, sobretudo após uma perda ou um fracasso: a possibilidade de voltar o tempo, passar, de novo, pelo momento que julgamos crucial e (sabendo o que pode acontecer), irmos prevenidos para modificar a nossa conduta, evitar o que deve ser evitado, e, por conseguinte, alterar o desfecho. Ou seja: conjurar a perda ou o fracasso. A vida não nos costuma dar segundas chances, sobretudo se o que o experimentamos foi a morte de um ser querido, mas o que na realidade é impossível, não o é no Cinema, que é capaz de remediar essa carência e fazer-nos sonhar com esse milagre que evitará dores e culpas. É o que vivem os protagonistas desta linda fantasia romântica escrita por Christina Welsh e dirigida por Gil Junger. Ela é uma norte-americana que está prestes a regressar aos Estados Unidos após uma longa estada em Londres, onde aperfeiçoou os seus estudos musicais e conheceu o rapaz por quem é perdidamente apaixonada. E é correspondida. Pelo menos é o que ele diz, só que o rapaz não dispõe de tempo, tampouco de energias suficientes para concretizar plenamente essa paixão, porque põe seus compromissos profissionais acima de tudo e sempre parece um tanto distante. Então, começa a manifestar-se o calado conflito, quando chega o momento das decisões, porque está na hora de ela voltar da academia e regressar ao seu país. Haverá discussão. Ocorre o inesperado. A tragédia, a dor, o desconsolo, o remorso, e também o milagre – a segunda chance – em que, com certeza, intervém um ubíquo taxista que fala como um guru e aconselha como um consultor sentimental. A dose de lirismo vai aumentando, as belas cenas idílicas se vão construindo como um sonho e o romantismo do diretor atinge o topo, enchendo-nos os olhos de emoções. Impossível não chorar. Jennifer Love Hewitt atinge o sublime quando canta, sobretudo no final, suas próprias composições. O papel de Ian caiu como uma luva para Paul Nicholls. E que dizer da atuação de Tom Wilkinson? Angelical, pura e simplesmente. Belíssimo filme. 

***



ANTES QUE TERMINE O DIA
Renata Cordeiro

Amo ouvir sua voz, dizendo-me coisas... amo imaginar que estou ao seu lado, sentindo o seu corpo colado ao meu... amo imaginar os seus lábios tocando os meus e num beijo molhado, saciando a minha sede e calando a minha alma... amo o seu perfume, o seu jeito de ser... amo acreditar que vamos ficar juntos para sempre... tudo em você me completa... ter encontrado você foi o meu melhor presente... sinto-me feliz ao seu lado, porque você é muito especial para mim... transformou a minha vida e mudou o meu mundo... fez-me ver cores e flores onde antes eu não via, a maior delas foi a descoberta do verdadeiro amor... e por isso eu lhe digo, do fundo do coração: eu amo e vou amar você, cada dia mais, até o último dia da minha vida. Amar todos os dias como se fosse o primeiro e o único. Ser delicado e ser justo, adorar, apreciar cada momento. Ser gentil, desejar, viajar, acreditar, querer. Proteger, beijar, abraçar, dizer não quando achar necessário, agradecer, chorar de felicidade, amar. Antes que termine o dia.